Pular para o conteúdo principal

NOVO PROJETO: PROTESTO!

Andei pensando no chuveiro, isso mesmo, eu filosofo no chuveiro, hehehe. Enquanto tomava banho, escutando as músicas do meu computador, percebi que tenho uma afinidade muito grande com as músicas de protesto. Como gosto de rock nacional, uni o útil ao agradável: resolvi criar uma banda que toque rock nacional, mas que tenha no repertório somente músicas de protesto. Por enquanto somente eu estou na banda, hhahahaha. Mas vou sair atrás de músicos que tenham afinidade com o projeto. Quem sabe eu consigo levar esse projeto pra frente. Acho que seria algo interessante na cena rockeira, tão sem rumo, aqui em POA.
Ao mesmo tempo que critico a cena desta cidade, me incluo tb, pois não estou apresentando nada de novo. O meu projeto é para músicas covers, mas pelo menos é uma proposta realmente cultural, não só de um entretenimento vazio, tão comum nos dias de hoje.
É isso, tomara que eu consiga. Novidades sobre essa minha empreitada serão postadas aqui.
Ah!!! Para não deixar esse blog sem alguma manifestação artística, eis uma “coisinha” que escrevi numa de minhas viajens à SC:


As coisas prontas
tudo exato, perfeito
ao seu lugar, estático
problemas resolvidos
ficou legal, simpático
desejos sem ruídos

Faça, não pergunte
seja esperto, calado
o normal é sempre
aceito e controlado
na rede se extravasa
os mitos guardados

O normal sem graça
a vida que passa
o destino se perdeu
o medo que venceu

O parado se cala
Desejo aprisionado...

...

Sabe que o respeito
é sempre relativo
no padrão que esconde
o medo coletivo

Até.

Comentários

  1. Adorei a poesia/canção. Tu te empolgaste com os protestos, né? Tá ficando um verdadeiro "barbudo", hahahaha! E a tua dupla Duplo Etérico, vai continuar após este projeto de protesto? Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Não se deve dizer “a árvore é verde”, mas sim “a árvore verdeja”.

"Ao invés de enunciar os julgamentos com a ajuda da cópula “é”, como de hábito, o estoicismo (doutrina filosófica) propõe uma sintaxe que caracterize o movimento e a impermanência: não se deve dizer “a árvore é verde”, mas sim “a árvore verdeja”. Evidencia-se não a qualidade (o adjetivo), mas sim a ação (o verbo), para exprimir não o conceito, mas somente um acontecimento. O que se exprime no julgamento estoico não é uma propriedade como “o corpo équente”, mas o acontecimento “esse corpo se esquenta”. (...) Por isso mesmo, filósofos do limite, como Gilles Deleuze, e ficcionistas montados no paradoxo, como Lewis Carroll, retornam tantas vezes ao estoicismo. Se a árvore “verdeja”, logo ela não é verde".
(KRAUSE, G. B. A Ficção cética, p. 221-222.)

Os deuses helênicos são forças e não pessoas

III COLÓQUIO BRASILEIRO SOBRE EPICTETO

Programação retirada do site do evento: https://iiicoloquiobrasileirosobreepicteto.wordpress.com/
08 de março 2018 – Porto Alegre – PUCRS
9h – Roberto Pich (PUCRS) – A prohairesis de Epicteto e a voluntas de Agostinho: aproximações e diferenças
9h40min – Antônio Tarquinio (SP) – Em torno à euroeseis
10h20 – intervalo
10h40min – Marcelo Barreto dos Santos (UFBA) – Epicteto e a katalepsis no uso correto das phantasiai
11h20min – Donato Ferrara (USP) – As quatro virtudes cardeais na visão de Epicteto
12:00h – almoço
14h – defesa Mestrado Diogo Luz (PUCRS) – Dissertação: Pathos: distúrbio passional e terapia em Epicteto
16h – intervalo
16h20min – André Alonso – Apontamentos sobre phantasía em Platão, Aristóteles e Epicteto 
17h – Carlos Enéas – Musônio Rufo nos propõe uma postura política ideal?
17h40min – encerramento ******************************* 09 de março 2018 – São Leopoldo – UNISINOS 9h – Luiz Rohden (UNISINOS) – Abertura e palestra
9h40 – Aldo Dinucci (UFS) – O teorema ontológico…