Pular para o conteúdo principal

Homenagem da Banda Maná a Chico Mendes

Quem me chamou a atenção para a letra da música “Cuando Los Ángeles Lloran” foi meu irmão Tiago, que tem muito bom gosto por sinal. Sempre aprendi muita coisa com ele com relação a música e artes em geral. No caso desta música, achei tão linda a letra que disse que ia publicar no blog. Ela é uma grande homenagem da Banda Maná (mexicana) ao nosso “ángel” da Amazonia, Chico Mendes. O que me chamou a atenção é que a música é uma poesia lindíssima, principalmente (na minha singela opinião) quanto relaciona as lágrimas do choro dos anjos com a água da chuva.

*Coloquei primeiro a letra com a tradução. Logo abaixo a música e um vídeo do Youtube da repercussão de seu assassinato na mídia.

                Cuando Los Ángeles Lloran

Chico Méndez lo mataron
era un defensor y un ángel
de toda la Amazonía
El murió a sangre fría
lo sabía Color de Melo
y también la policía

Cuando los ángeles lloran
lluvia cae sobre la aldea
lluvia sobre el campanario
alguien murió...

Un ángel cayó
un ángel murió
un ángel se fue
y no volverá

Cuando el asesino huía
Chico Méndez se moría
la selva se ahogaba en llanto
El dejó dos lindos críos
una esposa valerosa
y una selva en agonía.

Cuando los ángeles lloran
es por cada árbol que muere
cada estrella que se apaga
oh...no...noo..!!!

Un ángel cayó
un ángel murió
un ángel se fue
y no volverá
Un ángel cayó
un ángel murió
un ángel se fue
se fue volando en madrugada

Cuando los ángeles lloran
Cuando los ángeles lloran
lloverá
Cuando los ángeles lloran
Cuando los ángeles lloran
lloverá (bis)

Huueee ooohhh... no..no..
Huueee ooohhh... no..no.

Chico Mendez, o mataram
era um defensor e um anjo
de toda a Amazônia
ele morreu a sangue frio
sabia Collor de Melo
e também a polícia

quando os anjos choram
chuva cai sobre a aldeia,
chuva sobre o cemitério
alguém morreu...

um anjo caiu
um anjo morreu
um anjo se foi
e não voltará

quando o assassino fugia
Chico Mendez morria
a selva se sufocava em choro
ele deixou dois lindos filhos
uma esposa valorosa
e uma selva em agonia

quando os anjos choram
é por cada árvore que morre
cada estrela que se apaga
ho...no...noo...

um anjo caiu
um anjo morreu
um anjo se foi
e não voltará
um anjo caiu
um anjo morreu
um anjo se foi
se foi voando na madrugada

quando os anjos choram
quando os anjos choram
chorará
quando os anjos choram
quando os anjos choram
Choverá

huuu aaaa......ho no..noo...no
huuu aaaa......ho no..noo...no

 

Sobre Chico Mendes: http://pt.wikipedia.org/wiki/Chico_Mendes

Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Não se deve dizer “a árvore é verde”, mas sim “a árvore verdeja”.

"Ao invés de enunciar os julgamentos com a ajuda da cópula “é”, como de hábito, o estoicismo (doutrina filosófica) propõe uma sintaxe que caracterize o movimento e a impermanência: não se deve dizer “a árvore é verde”, mas sim “a árvore verdeja”. Evidencia-se não a qualidade (o adjetivo), mas sim a ação (o verbo), para exprimir não o conceito, mas somente um acontecimento. O que se exprime no julgamento estoico não é uma propriedade como “o corpo équente”, mas o acontecimento “esse corpo se esquenta”. (...) Por isso mesmo, filósofos do limite, como Gilles Deleuze, e ficcionistas montados no paradoxo, como Lewis Carroll, retornam tantas vezes ao estoicismo. Se a árvore “verdeja”, logo ela não é verde".
(KRAUSE, G. B. A Ficção cética, p. 221-222.)

Os deuses helênicos são forças e não pessoas

III COLÓQUIO BRASILEIRO SOBRE EPICTETO

Programação retirada do site do evento: https://iiicoloquiobrasileirosobreepicteto.wordpress.com/
08 de março 2018 – Porto Alegre – PUCRS
9h – Roberto Pich (PUCRS) – A prohairesis de Epicteto e a voluntas de Agostinho: aproximações e diferenças
9h40min – Antônio Tarquinio (SP) – Em torno à euroeseis
10h20 – intervalo
10h40min – Marcelo Barreto dos Santos (UFBA) – Epicteto e a katalepsis no uso correto das phantasiai
11h20min – Donato Ferrara (USP) – As quatro virtudes cardeais na visão de Epicteto
12:00h – almoço
14h – defesa Mestrado Diogo Luz (PUCRS) – Dissertação: Pathos: distúrbio passional e terapia em Epicteto
16h – intervalo
16h20min – André Alonso – Apontamentos sobre phantasía em Platão, Aristóteles e Epicteto 
17h – Carlos Enéas – Musônio Rufo nos propõe uma postura política ideal?
17h40min – encerramento ******************************* 09 de março 2018 – São Leopoldo – UNISINOS 9h – Luiz Rohden (UNISINOS) – Abertura e palestra
9h40 – Aldo Dinucci (UFS) – O teorema ontológico…