Pular para o conteúdo principal

Sabes que tu siervo es tu maestro


Resolvi postar uma música que acho incrível: Estare prendido en tus dedos, do SKANK. Ela é uma versão (excelente versão) da música Wrapped around your finger, do The Police. Linda obra de arte, repaginada por brasileiros. Música de alto nível. Recomendo prestar atenção à letra quando escutar a música, que está logo abaixo.

Estare prendido en tus dedos

Para ti yo soy un aprendiz
Preso entre escila y caribdis  [monstros da mitologia grega]
Hipnotizado sin vacilo
Mirando en tu dedo el anillo

Sólo vengo aquí para saber
Cosas que no me dijeron ayer
Puedo ver el destino que vendes
Banda de oro en el dedo que extiendes

Estare prendido en tus dedos

Mefistófeles no es tu apellido  [personagem satânico]
Un poco más y lo habría sido
Escucharé bien todo lo que dices
Verás lo que pueden los aprendices

Estare prendido en tus dedos

Diablo y mar profundo están detrás
Un segundo y no me encontrarás
Tornaré tu rostro en alabastro  [material de esculturas]
Sabes que tu siervo es tu maestro

Estarás ahora en mis dedos

 

*Destaque para a percussão e o naipe de sopro (metaleira pegada)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Não se deve dizer “a árvore é verde”, mas sim “a árvore verdeja”.

"Ao invés de enunciar os julgamentos com a ajuda da cópula “é”, como de hábito, o estoicismo (doutrina filosófica) propõe uma sintaxe que caracterize o movimento e a impermanência: não se deve dizer “a árvore é verde”, mas sim “a árvore verdeja”. Evidencia-se não a qualidade (o adjetivo), mas sim a ação (o verbo), para exprimir não o conceito, mas somente um acontecimento. O que se exprime no julgamento estoico não é uma propriedade como “o corpo équente”, mas o acontecimento “esse corpo se esquenta”. (...) Por isso mesmo, filósofos do limite, como Gilles Deleuze, e ficcionistas montados no paradoxo, como Lewis Carroll, retornam tantas vezes ao estoicismo. Se a árvore “verdeja”, logo ela não é verde".
(KRAUSE, G. B. A Ficção cética, p. 221-222.)

Os deuses helênicos são forças e não pessoas

III COLÓQUIO BRASILEIRO SOBRE EPICTETO

Programação retirada do site do evento: https://iiicoloquiobrasileirosobreepicteto.wordpress.com/
08 de março 2018 – Porto Alegre – PUCRS
9h – Roberto Pich (PUCRS) – A prohairesis de Epicteto e a voluntas de Agostinho: aproximações e diferenças
9h40min – Antônio Tarquinio (SP) – Em torno à euroeseis
10h20 – intervalo
10h40min – Marcelo Barreto dos Santos (UFBA) – Epicteto e a katalepsis no uso correto das phantasiai
11h20min – Donato Ferrara (USP) – As quatro virtudes cardeais na visão de Epicteto
12:00h – almoço
14h – defesa Mestrado Diogo Luz (PUCRS) – Dissertação: Pathos: distúrbio passional e terapia em Epicteto
16h – intervalo
16h20min – André Alonso – Apontamentos sobre phantasía em Platão, Aristóteles e Epicteto 
17h – Carlos Enéas – Musônio Rufo nos propõe uma postura política ideal?
17h40min – encerramento ******************************* 09 de março 2018 – São Leopoldo – UNISINOS 9h – Luiz Rohden (UNISINOS) – Abertura e palestra
9h40 – Aldo Dinucci (UFS) – O teorema ontológico…