quinta-feira, 2 de setembro de 2010

Ser essência, muito mais!

 

Todo mundo tem um mundo que é só seu, seu microcosmo. Eu tenho esse mundo e estou começando a colocar neste blog, através de versos, música, pensamentos, etc. E hoje me deparei com algo que escrevi em 2004, que ficou em seu estado latente, como se fosse bonito ter isso guardado. A impressão que eu tenho é que determinadas coisas ficam mais bonitas quando “achadas” e não publicadas/mostradas, e, por isso , eu guardava até de mim mesmo. Acho que era para poder “encontrar” depois, até porque, como sempre admirei o mérito, o esforço para se chegar ao que se pretente, talvez eu escondesse isso para poder ter o “mérito” de encontrar ou de ser encontrado… Coisa louca né?

Como disse anteriormente, isso tem um valor específico pra mim. Talvez para outras pessoas nem tanto, porque tenho apego emocional mesmo, heheehe. Como eu escrevi no post abaixo “NOVO PROJETO: PROTESTO!”: “na rede se extravasa, os mitos guardados”…

Lá vai:

 

AÇÃO E REAÇÃO

                          [Tudo por causa do medo de sentir medo]

É muito o valor do tempo
esperar é alienação
É muito o medo do momento
o fundamental é não
perguntar o que o tempo
nos trará


O presente está passando
a rotina é a prisão
O futuro está acabando
o fundamental é não
se importar com o que eles
vão pensar


Objetivo em mente
Espírito despertado
“A esperança é o sonho
de quem está acordado.”


Parte solitário
longe de todas as ilusões
Vale mais ser solitário
do que aplaudido por multidões

2 comentários:

  1. Na última estrofe não seria:

    "Parto solitário"

    Bonito isso cara. Mas tenho uma opinião um pouco diferente das coisas aí ditas.

    Te amo.

    ResponderExcluir
  2. Coisa louca, né?
    Eu também guardo coisas minhas, acho que pra tudo tem um tempo... o nosso tempo. O que só nós por vezes, devemos e queremos passar. Muitas e milhões de vezes (repito!), achava ruim ter um blog por isso... (medo!). Que bobagem a minha... Cada um com seu tempo e com seu jeito... e ponto.

    ResponderExcluir